Archive

Posts Tagged ‘Windows 2008’

PPT do Windows Server 2008 Foundation

Versões do Windows Server 2008

O Windows Server 2008 é o mais sólido sistema operacional da família Windows Server já lançado. Com os recursos internos aprimorados para Web e virtualização, o Windows Server 2008 foi projetado para aumentar a confiabilidade e flexibilidade da infra-estrutura de seus servidores, ajudar a reduzir custos e ganhar tempo. Poderosas ferramentas proporcionam maior controle sobre os servidores, bem como tarefas de gerenciamento e configuração simplificadas. Somado a isso, os recursos de segurança aprimorados agem na proteção do sistema operacional para assegurar a rede e os dados, proporcionando uma base sólida e altamente confiável.

WS08standard

O Windows Server 2008 Standard é a versão mais comum do Windows 2008 e tem praticamente todas as funções disponíveis, com exceção do cluster e do Active Directory Federation Services(AD FS).

O hardware suportado pelo Windows Server 2008 Standard Edition podemos destacar que o sistema suporte versões 32-bits e 64-bits com processadores de até quatro núcleos com quatro GB de memória RAM na plataforma 32-bits, lembrando que essa limitação de memória não se deve ao sistema operacional e sim a plataforma e 32 GB de memória RAM para plataforma 64-bits.

WS08enterprise

O Windows Server 2008 Enterprise oferece uma plataforma de nível corporativo para a implantação de aplicações críticas, além de proporcionar maior disponibilidade com os recursos de cluster e “hot-add” de processador. A edição oferece maior segurança e recursos consolidados de gerenciamento de identidades e reduz os custos de infra-estrutura por meio da consolidação das aplicações com direitos de licença para virtualização. O Windows Server 2008 Enterprise fornece as bases para uma infra-estrutura de TI altamente dinâmica e escalonável.

Os servidores enterprise podem ter até 32 GB de RAM em sistemas x86 e dois terabytes (TB) de RAM em sistemas de 64 bits e 8 CPUs.

WS08datacenter

O Windows Server 2008 Datacenter oferece uma plataforma de nível corporativo para implantação de aplicações críticas e virtualização em larga escala de pequenos e grandes servidores, além de proporcionar maior disponibilidade com os recursos de cluster e particionamento dinâmico de hardware. A edição reduz os custos de infra-estrutura por meio da consolidação das aplicações com direitos ilimitados de licença para virtualização e permite o escalonamento de 2 a 64 processadores. O Windows Server 2008 Datacenter fornece as bases para a construção de soluções de escalabilidade vertical e virtualização de nível corporativo.

Os servidores enterprise podem ter até 64 GB de RAM em sistemas x86 e dois TB RAM em sistemas de 64 bits e pode dar suporte a até 64 CPUs.

WS08web

Projetado com a finalidade única de ser um servidor Web, o Windows Web Server 2008 apresenta uma base sólida de recursos de infra-estrutura Web. A integração com os componentes re-projetados IIS 7.0, ASP.NET e Microsoft .NET Framework, permite a qualquer organização implantar rapidamente páginas, sites, aplicações e serviços Web.

O Windows Web Server 2008 dá suporte a até 32 GB de RAM e 4 CPUs

WS08foundation

Edição voltada para redes com até 15 usuários, o Windows Server 2008 Foundation é uma plataforma para capacidades básicas de TI a preço acessível, que inclui o compartilhamento de arquivos e impressoras, Active Directory, acesso remoto e segurança. Com a experiência simples e familiar do Windows, as organizações podem manter suas operações com mais facilidade.

Limitações:

  • Até 15 usuários
  • 50 conexões de TS
  • 50 conexões RRAS
  • 30 conexões SMB
  • 10 conexões NPS
  • Suporta até 8GB
  • Sem suporte a virtualização(Hyper-v)
  • Suporte a 1CPU

Aplicando as novas GPOs ao Windows XP

Novas GPOs foram adicionadas ao Windows 2008 R2, mas elas não são suportadas pelo Windows XP, 2003 e Vista, para dar suporte a elas você tem que baixar uma atualização:

Portas Padrão dos Controladores de Domínio

21/TCP (Transmission Control Protocol) — FTP

Este servidor do Protocolo de Transferência de Arquivo (FTP) faz parte dos Serviços de Informações da Internet (IIS) e é administrado a partir da ferramenta de administração do IIS. O FTP é um método comum para transferir arquivos entre dois computadores em rede e ativar o uso conveniente de capacidades de armazenamento do arquivo remoto.

25/TCP — SMTP

Este serviço SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) é administrado a partir da ferramenta de administração do IIS. SMTP é o protocolo usado para enviar e-mails pela Internet.

53/TCP — DNS

O DNS (Domain Name System) possibilita o uso de nomes hierárquicos, amigáveis para localizar facilmente computadores e outros recursos em uma rede IP. A resolução de nomes por meio do uso do DNS (Domain Name System) é central para a operação do Windows Server. Sem a resolução de nome correta, os usuários não conseguem localizar recursos na rede.

80/TCP — HTTP

O protocolo HTTP (HTTP) é o conjunto de regras para a troca de arquivos (por exemplo, texto, imagens gráficas, som, vídeo e outros arquivos de multimídia) na World Wide Web (WWW). Comparado ao conjunto de protocolos TCP/IP (que é a base para a troca de informações na Internet), o HTTP é um protoloco do programa.

88/UDP (User Datagram Protocol) — Kerberos

O protoloco Kerberos é um método de autenticação de rede baseado no modelo de distribuição de chaves. Esse protocolo possibilita que entidades que estejam se comunicando por redes provem sua identidade e, ao mesmo tempo, esse protocolo pode evitar ataques de interceptação ou de repetição. O Centro de Distribuição de Chaves (KDC) Kerberos atende a solicitações de ticket nessa porta. A Porta 88 para o protocolo Kerberos também pode ser TCP/UDP.

119/TCP — NNTP

O protocolo NNTP (Network News Transfer Protocol) é o protocolo mais usado por computadores para gerenciar as notas postadas em grupos de notícias Usenet. Os servidores NNTP gerenciam a rede global de grupos de notícias Usenet coletados.

135/TCP — RPC

A Chamada de procedimento remoto (RPC) possibilita que um programa em um computador baseado no Windows (o computador cliente) chame os serviços de outro programa que esteja sendo executado em um computador separado baseado no Windows (o servidor) em uma rede distribuída. RPC é um protocolo do nível do programa que pode usar os serviços de comunicação de qualquer um dos protocolos de rede do Windows, incluindo o TCP/IP.

137/UDP — NetBIOS Name Server

O protocolo NetBIOS (network basic input/output system) Name Server (NBNS), que faz parte do grupo de protocolos NetBT (NetBIOS sobre TCP/IP), fornece um meio para o mapeamento de nome do host e endereço em uma rede NetBIOS.

138/UDP — NetBIOS Datagram

O NetBIOS Datagram faz parte do grupo de protocolos NetBT e é usado para logon de rede e navegação.

139/TCP — NetBIOS Session Services

Os Serviços da Sessão NetBIOS fazem parte do grupo de protocolos NetBT e são usados para o protocolo SMB (server message block), compartilhamento de arquivo e impressão.

389/UDP — LDAP

LDAP é o Lightweight Directory Access Protocol. LDAP é criado para ser uma maneira padrão de fornecer acesso a serviços de diretório. No Windows Server, LDAP é o modo principal de acesso ao banco de dados do Active Directory pelo sistema operacional.

443/TCP — HTTPS

O Protocolo HTTPS (Secure Hypertext Transfer Protocol) é uma variante do HTTP usada para lidar com transações seguras. HTTPS é um protocolo único que é SSL (Secure Sockets Layer) no HTTP.

445/TCP — SMB

O protocolo SMB é usado para o compartilhamento de arquivo no Microsoft Windows NT e no Windows Server. O Windows Server permite a execução do SMB diretamente sobre TCP/IP, sem camada extra de NetBT.

464/TCP — Kerberos Password V5

O protocolo de alteração de senha Kerberos é usado para evitar que um administrador defina uma senha para um novo usuário. Essa funcionalidade é útil em alguns ambientes, e essa proposta pode ser usada para ativar a configuração de senha. Esse protocolo é usado quando os usuários alteram suas senhas.

500/TCP — ISAKMP

O Protocolo ISAKMP (Internet Security Association and Key Management Protocol) ou IKE (para o Windows Server) é o mecanismo de troca de chaves para uma rede virtual privada (VPN). ISAKMP gerencia a troca de chaves criptografadas e usa um processo de duas fases uses para estabelecer a conexão IPSec (Internet Protocol security) entre dois gateways.

563/TCP — SNEWS

SNEWS é NNTP seguro.

593/TCP — RPC over HTTP

RPC sobre HTTP é usado para COM+ Serviços de Internet e necessita do IIS para operar.

636/TCP — LDAP over SSL

Quando o SSL está ativado, os dados LDAP transmitidos e recebidos são criptografados.

1067/TCP — Installation Bootstrap Service

O servidor do protocolo de inicialização da instalação.

1068/TCP — Installation Bootstrap Service

O servidor do protocolo de inicialização da instalação.

1645/UDP — IAS: Internet Authentication Service

Este serviço é usado para processar as mensagens de autenticação RADIUS (Remote Authentication Dial-In User Service) e é suportado pelo IAS para fornecer compatibilidade com versões anteriores com servidores RADIUS anteriores.

1646/UDP — IAS: Internet Authentication Service

Este serviço é usado para processar as mensagens de autenticação RADIUS e é suportado pelo IAS para fornecer compatibilidade com versões anteriores com servidores RADIUS anteriores.

1701/UDP — L2TP

O Protocolo L2TP (Layer 2 Tunneling Protocol) é um método para encapsular o Protocolo PPP (Point-to-Point Protocol) por meio de uma variedade de mídia. O protocolo também ativa o encapsulamento do PPP usando pacotes UDP.

1723/UDP — PPTP

PPTP é a abreviação para Point-to-Point Tunneling Protocol. É um protocolo de Internet freqüentemente usado em produtos VPN. O Windows NT oferece suporte ao servidor PPTP, e o Windows NT e o Microsoft Windows 95 oferecem suporte ao cliente PPTP.

1812/UDP — IAS Internet Authentication Service

Este serviço é usado para processar mensagens de autenticação RADIUS.

1813/UDP — IAS Internet Authentication Service

Este serviço é usado para processar mensagens de autenticação RADIUS.

3268/TCP — Microsoft Global Catalog

Catálogos globais do Active Directory estão nessa porta.

3269/TCP — Microsoft Global Catalog with LDAP/SSL

Conexões SSL do Microsoft global catalog estão nessa porta.

3389/TCP — RDP

O Protocolo RDP (Remote Desktop Protocol) é o protocolo que permite que um cliente comunique-se com o Terminal server pela rede. Esse protocolo está baseado no protocolo ITU (International Telecommunication Union) T. 120, um protocolo de conferência de canal múltiplo padrão e internacional, atualmente usado no produto de software de conferência Microsoft NetMeeting.

Deletando OU no Windows 2008

Se você não está muito acostumado com o Windows 2008 deve ter achado estranho quando você não teve permissão para excluir um OU

1

A Microsoft adicionou um recurso de segurança que impede a exclusão de OU, isso serve para evitar que alguém exclua acidentalmente uma OU. Para desabilitar esse recurso na OU que você deseja deletar siga os seguintes passos:

1. Clique em View e selecione Advanced Features

2

2. Vá nas propriedades da OU e clique na aba Object

3

3. Desmarque a opção “Protect object from accidental deletion”

Agora é só deletar a OU.

 

PPT Windows Server 2008 R2

Esse PPT do Alexandre Lopes apresenta algumas novidades do Windows Server 2008 R2


Classificando arquivos com o FSRM

Hoje eu vou mostrar um recurso muito legal do Windows 2008 R2, o classification management, nós vamos usa-lo para separar alguns arquivos que possua a palavra “douglas” em seu conteúdo e mover para uma outra pasta.

Você também pode usar esse recurso para mover arquivos que são muito antigos ou que não são mais abertos a muito tempo.

Abra o File Server Resourcer manager, caso você não tenha basta instalar a role “File Services” e a função do File Server Resourcer manager, eu já mostrei em uma postagem anterior como instala-lo.

Expanda o node Classification Management

Va em Classification Properties e clique em Create Property

Coloque um nome para a Property e deixe o tipo como Yes/No

Vá em Classification Roles e clique em Create a New Role

Coloque um nome para a role e em Scope selecione a pasta que você quer aplicar a regra

Vá em Classification e clique em advanced, depois clique na aba Addtional Classification… e em Name coloque “string” e em value você loca a palavra que você quer buscar

Vá em File Management Tasks e clique em Create File Management Task

Coloque um nome para a Task e em Scope selecione a pasta que você quer que a task verifique

Em action você seleciona a ação que a task vai fazer quando achar um arquivos que contenha a palavra “douglas”, no nosso caso eu vou manter o tipo “File expiration” e vou selecionar a pasta destino para os arquivos encontrados.

Em Condition, clique em Add e selecione o valor Yes

 

Em Schedule, configure a freqüência e os dias que você quer que essa task seja executada.

Clique com o botão direito na task criada e clique em Run File Management Task Now…

Selecione a opção Wait for task…

 

 

Assim que a tarefa termina ela gera um relatório informando quais arquivos foram movidos, no meu caso ele achou dois arquivos, esses 2 arquivos continham a palavra “douglas” em seu conteúdo.

 

%d blogueiros gostam disto: